SEINF 07/02/2020 - 16:22 - Erica Lima/Governo do Tocantins

Governo apresenta potencialidades dos projetos de irrigação do Estado a Codevasf

Projeto Manuel Alves, um dos mais modernos do Estado, também recebeu os representantes da Codevasf Projeto Manuel Alves, um dos mais modernos do Estado, também recebeu os representantes da Codevasf - Lincoln Filho/Governo do Tocantins
Produtores falaram sobre as potencialidades da cadeia produtiva da bacia do Rio Formoso. Produtores falaram sobre as potencialidades da cadeia produtiva da bacia do Rio Formoso. - Lincoln Filho/Governo do Tocantins

Os projetos de irrigação do Tocantins foram apresentados aos técnicos da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), em sua primeira visita oficial. Os membros da empresa pública estiveram no Estado no período de 4 a 6 de fevereiro para conhecer as estruturas e as potencialidades produtivas tocantinenses.

A equipe, formada pelo diretor nacional Luiz Napoleão, pelas gerentes Andrea Rachel Sousa e Arlete Rocha; e o assessor da Diretoria Marco Pedra, acompanhada de técnicos da Superintendência de Irrigação da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Cidades e Habitação (Seinf), Marcus Carlos, Francis Maia, Cláudio Tavares e Rubens Aires; e do Ruraltins, Andrey Costa, visitaram o Projeto São João, em Porto Nacional; o Projeto Rio Formoso, no sudoeste do Tocantins; e o Projeto Manuel Alves, no sudeste do Estado. “O objetivo dessas visitas é apresentar nossos projetos à Codevasf, mostrando o potencial produtivo dos perímetros de irrigação, as peculiaridades e as demandas”, explicou o superintendente Marcus Carlos.

Durante a visita, o diretor nacional da empresa, Luiz Napoleão, afirmou que foi possível conhecer a realidade dos projetos. E, a partir disso, será possível pensar em políticas públicas que possam beneficiar a região.

Projeto Rio Formoso

A modernização e as adaptações às normas ambientais foram as principais demandas repassadas à Codevasf pelos irrigantes do Projeto Rio Formoso. “Os irrigantes têm a consciência de que todo o sistema precisa ser modernizado de uma forma que respeite as normas ambientais sem interferir na produção local”, destacou o representante do Distrito de Irrigação do Rio Formoso (DIRF), Evaldo Costa.

Os representantes da Codevasf conheceram as três barragens que formam o projeto: Taboca, Calumbi I e Calumbi II. O projeto utiliza um sistema de inundação e subirrigação, com produção de arroz irrigado (inundação) no período chuvoso (outubro a abril); soja, milho, feijão e melancia (subirrigação) no período seco (maio a setembro).

O projeto, de mais de 40 anos, tem uma área produtiva total de 27.787 hectares. O local possui infraestruturas de uso comum como barragens, canais principais de irrigação e drenagem e sistema viário interno. 

De acordo com técnicos da Seinf, o Projeto Rio Formoso possui 14 bombas de irrigação e 29 de drenagem, sendo que as de irrigação são monitoradas por um moderno sistema de controle. “Existe um sistema de telemetria, com atualização a cada 15 minutos, que mede a cota e a vazão de cada bomba, para que haja um controle sobre o uso da água”, explicou o superintendente.

Projeto Manuel Alves

A equipe também conheceu o potencial produtivo do Projeto Manuel Alves, um dos mais modernos do Tocantins. No local, são produzidas 850 toneladas de frutas por mês, sendo a banana o carro-chefe com maior área produtiva, seguido de manga, abacaxi, coco, maracujá e abóbora.

No projeto, são destinados 1.930 hectares para os pequenos irrigantes qualificados e 1.832 hectares para os irrigantes empresariais. “Hoje, o projeto de irrigação é exemplo, tanto na área de produção como na área de gestão feita pelo Dima [Distrito de Irrigação Manuel Alves], composto pelos próprios irrigantes”, afirmou Marcus Carlos.

Um dos pontos positivos da vinda da Codevasf ao Estado é a troca de experiência entre as áreas técnicas, conforme explicou o diretor de Irrigação da Seinf. “Com a definição de se licitar os 31 lotes remanescentes do projeto, para que todas as áreas estejam ocupadas pelos irrigantes, a experiência da Codevasf é extremamente positiva no sentido de nos auxiliar”, afirmou Francis Maia.

Segundo a secretária de Estado da Infraestrutura, Juliana Passarin, a visita permitiu uma integração entre Seinf, técnicos da Codevasf e irrigantes locais. “In loco foi possível entender as necessidades de cada projeto e pensar em alternativas para sanar os problemas e potencializar a produtividade”, finalizou a gestora.

Codevasf

A Codevasf é uma empresa pública vinculada ao Ministério Desenvolvimento Regional. Seu objetivo é promover o desenvolvimento de bacias hidrográficas de forma integrada e sustentável. Atualmente, atende a 75 mil irrigantes e desenvolve 25 projetos.

Ainda, a empresa está presente em 12 estados, desenvolve ações em 17 bacias e atende 1641 municípios. Além do Estado do Tocantins, está incorporando mais 98 municípios do Pará. O setor de irrigação tem atuado na gestão de projetos, no aprimoramento da eficiência dos sistemas, na expansão da agricultura irrigada e na implantação de gestão autossustentável.