AGETO 25/03/2019 - 14:05 - Erica Lima

Governo prepara força-tarefa que garantirá melhorias em rodovias estaduais

Equipes das sete residências rodoviárias existentes no Estado farão parte dos trabalhos. Equipes das sete residências rodoviárias existentes no Estado farão parte dos trabalhos. - Thiago Sá

O Governo do Tocantins dará início, no dia 15 de abril deste ano, a uma força-tarefa com o objetivo de restabelecer as condições de tráfego da malha viária tocantinense. 

De acordo com o presidente da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), Virgílio da Silva Azevedo, os trabalhos começam com o início do período de estiagem. “A partir da segunda quinzena de abril, teremos um clima mais favorável para nossas ações. Assim, será possível intensificar os serviços de norte a sul do Tocantins”, reforçou.

A ação do Governo visa restaurar o sistema logístico do Tocantins em um prazo de 60 dias. “Serão realizadas obras de terraplenagem, tapa-buracos, limpeza de sistemas de drenagem e roçagem. Todas as rodovias receberão algum tipo de intervenção”, explicou o presidente.

Equipes das sete residências rodoviárias existentes no Estado farão parte dos trabalhos. “Todo o nosso pessoal e nosso maquinário pesado estarão concentrados na realização dessa força-tarefa”, destacou.

Obras

A Ageto começou os serviços de manutenção da Rodovia TO-010, entre Wanderlândia e Ananás. Os trabalhos de recuperação do pavimento estavam na programação da Residência Rodoviária de Araguaína desde o início do mês. O objetivo é atingir pontos críticos da rodovia e beneficiar diretamente, além dos usuários da via, os moradores do povoado Centro dos Borges, localizado a 18 km de Ananás.

Uma equipe composta por 10 homens e um maquinário pesado estão no local trabalhando nas melhorias do trecho. A operação de tapa-buracos é realizada utilizando um composto conhecido como Pré-Misturado a Frio (PMF), que é de fácil aderência ao solo.

Desde o início do ano, o Governo do Tocantins já realizou a manutenção em mais de mil quilômetros de rodovias. Além das obras de manutenção das estradas, o Governo deve reconstruir cerca de 1,3 mil quilômetros de rodovias, por meio da etapa 2 do Contrato de Recuperação e Manutenção de Rodovias (CREMA), financiado pelo Banco Mundial.